Queremos uma São Paulo melhor

Publicamos esta petição no site avaaz.org para reivindicar incentivos na Lei de Zoneamento que possam nos ajudar a fazer uma São Paulo melhor. Agora precisamos coletar o maior número de assinaturas para levar essa solicitação adiante durante o processo de revisão participativa do Plano Diretor.
Clique aqui para ver a petição e assiná-la.

Queremos uma São Paulo Melhor

Todo cidadão quer uma cidade agradável para se caminhar, calçadas bonitas e acessíveis, ruas arborizadas, facilidade de locomoção, diversidade de infraestrutura, enfim, um lugar para viver com qualidade. E planejamento e organização são essenciais para não fazer essa grande metrópole parar. Quando projetamos prédios residenciais ou comerciais, casas, condomínios, viadutos e vias públicas, esquecemos de um detalhe básico: essas construções ficarão ali por muitos e muitos anos. Assim como os impactos que elas trazem embutidos em seus conceitos, sejam eles de meio ambiente, de acessibilidade, de benefícios e transtornos. Por isso, gostaríamos de chamar a atenção para algo que queremos e acreditamos que possa transformar São Paulo em uma cidade melhor. O Plano Diretor da capital paulista está em discussão e queremos seu apoio e, claro, sua opinião para ampliar esse debate, criando pensamentos que certamente vão fazer a diferença na vida do paulistano nos próximos anos.

Temos de participar e incentivar a criação e a mudança de itens das Leis de Zoneamento que hoje regem a capital. Uma cidade moderna e eficiente não pode contar somente com a verba pública, deve estimular a iniciativa privada a assumir uma participação mais ativa nessa cidade que queremos para a gente.

O que queremos:

  1. Empreendimentos com mais comércio no térreo= isso gera um senso de comunidade muito maior, a cidade fica mais compacta e reduz os deslocamentos de forma geral. Além disso, um comércio no térreo pode ajudar a reduzir os custos de condomínio de quem mora no empreendimento.
  2. Empreendimentos com jardim aberto para a rua= além de aproveitar bem os espaços da cidade e não trancafiar os moradores atrás de muros, também cria maior integração entre as comunidades que vivem no entorno do empreendimento. E, claro, podem ser consideradas opções adicionais de lazer para os cidadãos e melhora a experiência do pedestre.
  3. Construções próximas à infraestrutura de transporte público e redução do número de vagas por apartamento= menos gente com seus carros nas ruas e menos tempo de deslocamento melhoram a qualidade de vida em uma cidade como São Paulo. A ideia é valorizar iniciativas que desestimulem o uso de carros em regiões onde há transporte público. O espaço antes dedicado a carros pode ser dedicado ao lazer, à cultura, à troca com outras pessoas.

Como a Lei pode estimular o desenvolvedor imobiliário a realizar empreendimentos com os conceitos acima?

Aumentando o coeficiente de aproveitamento do terreno.

Esse coeficiente determina a quantidade de área construída que pode ser edificada em determinado terreno. Ao atrelar o aumento do coeficiente aos conceitos acima, estaremos criando um incentivo para que o desenvolvedor imobiliário construa uma cidade melhor.

O que isso traz de benefício para o cidadão paulistano:

– Mais segurança: quanto mais pessoas circulando nas ruas ou ao redor das residências e mais gente “vigiando” o espaço, menores são as chances de roubos e assaltos. Ruas vazias são muito mais perigosas, de dia e à noite.

– Menos trânsito: esse é um dos principais problemas de qualquer capital, especialmente São Paulo. A possibilidade de deslocamentos menores ou mesmo o uso de transporte público ou alternativo, como a bicicleta, por exemplo, certamente farão a diferença na rotina diária de quem vive em uma grande metrópole.

– Mais qualidade de vida: construções, empreendimentos e condomínios com essas propriedades são mais agradáveis para quem mora e para quem circula ao seu redor.

– Redução dos gastos públicos: esses incentivos estimulam os desenvolvedores imobiliários e a iniciativa privada a repensar a forma como atuam na cidade – e ainda traz melhorias para a cidade sem depender de dinheiro público.

Participe, opine, interfira em um tema que vai fazer a diferença para a sua vida como cidadão de São Paulo!

Clique aqui e assine.